Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar a usar este site, você concorda com o uso de cookies no seu dispositivo conforme descrito em nossas Políticas de Uso de Cookies.

O Topo

  • 33028401
  • 33028402
  • 33028406
  • 33028407
  • 33028408
  • 33028409

A SERRA DO RIO DO RASTRO

A SERRA CATARINENSE, portal de entrada para o bioma "Campos de Cima da Serra", carinhosamente apelidada de Patagônia Brasileira devido as semelhanças de clima, fauna e flora da mesma região dos países vizinhos, é um ecossistema sem igual no Brasil, que encanta! Sua conformação de 1500 m de altitude e a apenas 50 km do mar, provoca uma notável sucessão de atmosferas de variadas cores e tipos, onde a cada dia pode-se ter as 4 estações do ano.

Majestosa ? esta é a palavra que melhor define a estrada da Serra do Rio do Rastro. A quase 1500 m acima do nível do mar, ela tem 12 km de concreto armado e sua extensão total é de aproximadamente 35 km. A rodovia SC-438, parte de Tubarão, segue até Lages, unindo as cidades do litoral a SERRA CATARINENSE OU PLANALTO SERRANO. Suas sinuosas curvas ficam no município de Lauro Muller e o Mirante de Observação, em Bom Jardim da Serra.

Situado no topo da Serra do Rio do Rastro às margens do Parque Nacional de São Joaquim, o Rio do Rastro Eco Resort se localiza debruçado sobre os canyons da cidade de Bom Jardim da Serra, a 230 km da capital Florianópolis, a 28°23'41.8" de latitude sul e 49°33'16.2" de longitude oeste. Nesta região o clima é temperado em razão de sua sua altitude, propiciando uma temperatura média anual de 12°c, com mínimas que já atingiram -17°c.

Uma das surpresas da Serra do Rio do Rastro é seu clima, temperado pela proximidade do mar, e com muitos dias frios ao ano, pela altitude. Notável é a sucessão de atmosferas de variadas características e luminosidade. A neblina, que surge de repente, e de repente se vai, levando-nos como que ao típico fog londrino, carregado de mistérios. O amanhecer canoro dos pássaros, o silêncio reconfortante, tudo parece conspirar para um bom refazer-se do dia-a-dia agitado.

É um clima emocionante e atraente: a cada dia podem ser encontradas as 4 estações, com um céu que se transforma e dramatiza a paisagem, ao ponto da reverência. Em pleno inverno pode-se visualizar de um lado o pôr do sol e, do outro, a lua já no alto, como numa espécie de reflexo celestial. No verão predomina o clima úmido, com noites frescas; no inverno a expectativa de neve é sempre grande, com temperaturas negativas quase todas as noites. A primavera traz a fecundidade da flora e da fauna, num belo florir do campo; e o outono é marcado pelas noites repletas de estrelas, em que o colorido da paisagem forma um espetáculo à parte.

O Ecossistema "Campos de Cima da Serra" é considerado por muitos a Patagônia brasileira, pela sua vegetação, clima e fauna únicos no Brasil. Nossa fauna é constituída de animais característicos do clima de altitude dos quais podemos destacar: O puma ou leão baio, o graxaim (sorro campeiro), o zurrilho (gamba americano), a curicaca, as gralhas, as lebres, as seriemas, a lontra, a capivara, dentre outros. São animais facilmente avistados nos arredores do hotel, com excessão do leão baio, que é arisco, e tem que se ter muita sorte para encontrá-lo.